Obreira, será isso conveniente?!

Obreira, será isso conveniente?!

“Olá, sempre tenho visitado o Blog, e é muito “bacana”; tenho aprendido muito. Deixo uma sugestão: Fui levantada a obreira há pouco tempo, e tenho muitas curiosidades a respeito de certas coisas, como por exemplo: Quando trabalhar na reunião, que cor de esmalte devo usar? As minhas unhas devem ser cortadas, ou posso deixá-las compridas e decorá-las?
Enfim, são essas as dúvidas. Gostaria que a senhora fizesse um artigo falando de tudo isso, porque tenho certeza que vai ajudar muitas recém-obreiras. Desde já agradeço!”

Atendendo ao pedido desta obreira, e esse é o nosso prazer, no artigo de hoje, vou deixar conselhos práticos e igualmente importantíssimos, que no fundo refletem a nossa vida espiritual.

Respondendo à pergunta da Mary, sobre a cor do verniz (esmalte), a obreira deve usar o tradicional, ou seja, o mais discreto possível. A verdade é que nunca erramos quando optamos pelas cores claras e discretas, mas isso não quer dizer que não possamos usar um vermelho, ou cor de vinho, pois segundo especialistas, na área de consultadoria de moda e imagem, essas são cores que passam seriedade e maturidade. Porém, no dia da Santa Ceia, deve usar cor clara, por uma questão de higiene.

A obreira nunca deve chamar a atenção para si mesma, sobretudo de forma extravagante. Se as suas unhas estão chamativas, com cores berrantes, decoradas com brilhos ou outros, e muito compridas, então vai ficar completamente desenquadrada em relação ao seu uniforme, e até mesmo ao seu padrão espiritual.

Há uma postura a zelar, há uma forma de estar, que deve ser cumprida, até porque devemos passar credibilidade às pessoas. Não se trata apenas de uma regra, mas principalmente de bom senso!

Repare que a obreira é como se fosse a imagem do próprio Deus. Representa uma autoridade, daí a necessidade de transmitir seriedade. O contato com as pessoas é constante, os assuntos que fala são sérios. As pessoas que chegam para atendimento, procuram-na com o intuito de receber uma orientação, uma direção.
Agora imagine se a obreira se apresenta com unhas compridíssimas, com um verniz (esmalte) fluorescente, de tom cítrico, efeito craquelado, holográfico, 3D, além de estampas das mais variadas, e por aí além. Até que ponto, essa obreira passa respeito e segurança? Na verdade, a pessoa, ao invés de ficar atenta, olhando para a obreira, vai ficar desconcentrada com tanta cor a irradiar as suas vistas.

É importante também frisar que não é apresentável, mesmo com um tom claro, revelar o desgaste do verniz nas unhas, mas mantê-las pintadas uniformemente. É preferível manter as unhas apenas com uma base de tratamento, ou limpas.

Mais uma vez, vale lembrar que a moderação em tudo é boa! E aproveito para deixar uma chamada de atenção, às obreiras que gostam de usar essas cores, que estão muito em voga, pois se não é sensível para perceber que essas cores não são convenientes, então, no fundo, existe da sua parte uma falta de vigilância e de sensatez.

Um conselho de amiga: Sempre que tiver uma dúvida a respeito do que vai usar, pense bem, averigue, pergunte primeiro a Deus, e depois à autoridade que está responsável por si. Não está escrito: “Que Ele nos conduzirá a toda a verdade”?

Gostaria que fizesse uma introspecção, e analisasse se não tem dado ouvidos ao apelo gritante da moda atual.

Talvez você diga: “Mas eu não uso dessa forma, este artigo não é para mim.” Vou-lhe ensinar algo muito importante… Nunca descarte a possibilidade de sempre aprender, ainda que, supostamente, já tenha conhecimento!

Gostava de saber o que tem a dizer sobre o artigo de hoje. Registe o seu comentário e até mesmo a sua dúvida, para que possa perceber a sua necessidade.

Um abraço especial!

 

Siga-nos: http://www.facebook.com/obreiros.em.foco.europa

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

85 Comentários

  1. Muito importante este tema. Tenho aprendido a cada dia que nossa maneira de se comportar, vestir, falar, e tudo o que nos representa, diz muito sobre quem somos, devemos estar atentas a isso e analisar que imagem estamos passando para as pessoas a nossa volta. D. Luiza este post me ajudou, obrigada!

    Ver mais
  2. Optarmos sempre pela delicadeza, descrição, mas com beleza, passar um leveza, nos expressar da forma que somos por dentro, tem dias que me arrumo que simplesmente, transmitimos luz, as pessoas desejam ficar perto de nós…

    Ver mais
  3. D.vivi muito obrigado pelo cuidado que a senhora tem tido com todas nós obreiras, e jovens.Essa postagem pode até parecer simples , mas olhando e refletindo bem pude perceber o quão importante e essencial ela é. muito obrigada. que Deus lhe abençoe

    Ver mais
  4. Noooooossa d.Luisa!
    Tenho aprendido muito com os seus posts… Tem me ajuda e tem me feito rever os meus atos e me feito lembrar do que fazia pra Deus e não tenho feito mais… Está me fazendo a voltar ao meu primeiro amor e me capacitando a mim manter viva e firme na fé.
    Além de está me ajudando a moldar nas jovens que Deus confiou nas minhas mãos o caráter de uma verdadeira mulher de Deus.
    Mt obrigada por tudo! E continue a postar mais e mais assuntos como estes, que nos leva a cuidar da nossa vida espiritual. A cuidar daquilo que Deus nos deus de mais importante que é a nossa salvação e o Espírito Santo.
    Deus as abençoe mais e mais.

    Ver mais
  5. GOSTEI muito,do que acabei de ler,estou orando pedindo a Deus para que eu possa um DIA ser excelente obreira,e esse artigo me ajudou.OBRIGADA

    Ver mais
  6. Amei a postagem de hoje, e realmente é tudo muito conveniente, mesmo antes de ser levantada a obreira sempre tive esse ensinamento e hoje vejo a necessidade de continuar sendo ensinado! bjinhos

    Ver mais
1 12 13 14