Camuflando na Obra de Deus

Camuflando na Obra de Deus

É maravilhoso fazer a obra de Deus! Apenas os que fazem a Obra de Deus, e são verdadeiros, é que são realizados, e vou explicar o por quê.

Conheço inúmeras pessoas que fazem a obra, porque gostam de estar ali, ativas para o desencargo de consciência, ou porque querem fazer “algo a mais” para as pessoas.

Elas atendem, evangelizam, trabalham na EBI, e quase não têm tempo para si mesmas. O tempo dela é preenchido com a Obra de Deus.

Porém, há um detalhe muito importante aqui: Ela faz isso por questão de sobrevivência, pois como ela precisa desenvolver, ela faz com que o povo seja a “cobaia” para uma realidade que existe dentro dela.

E que realidade existe dentro dessa pessoa?

A verdade é que ela está vazia. Não tem nada novo. Vive dos momentos que já passaram há muito tempo! O testemunho dela, é sempre do passado. Na realidade essa pessoa lê a Bíblia, ora, e faz as mesmas orações repetitivas. O atendimento é sem direção, ou se aparentemente tem uma “direção”, são palavras sem vida, que são as mesmas palavras que ela escuta do pastor ou do obreiro.

O pior é que ela pensa que isso é natural. Mas bem lá no fundinho da sua consciência, tem a leve sensação que existe algo errado.

Porém, ela vai camuflando, vai se entregando cada vez mais a obra de Deus, atendendo, orientando, expulsando demônios, e não tem um tempo sequer para ser verdadeira consigo mesma.

Ela continua com uma aparência dentro da igreja, como quem entra pela porta, mas ela está entrando pela janela. Não está sendo verdadeira.

Na verdade ela quer disfarçar a infelicidade dela, fazendo muita coisa, para preencher aquilo que ela mesma já sabe, um vazio.

Vive uma vida chata, será questão de dias ou oportunidades para ela deixar esse disfarce, para voltar a vida de total liberdade da carne.

Anda desmotivada, pois ela não está velha, perdendo o ânimo e forças para agradar a Deus. Vive empurrando a vida com a barriga, até surgir uma desculpa pra usar como “motivo”.

Como resolver esse problema?

O problema só será resolvido quando você ver qual é a raiz do mal que você tem alimentado. Detecte!

Primeiro pergunte a si mesma: qual tem sido os resultados do seu trabalho? Frutífero ou sem frutos? E os resultados da sua oferta e “sacrifício” para Deus?

Seja corajosa para reconhecer que não tem gerado vida em nenhuma àrea. Podem haver até sinais de Deus, porém não transformação! Vida é quando existem resultados de transformação, como da água para o vinho.

No próximo blog vou falar de uma chave de ouro que me abençoou muito! Sugiro que copies, porque é algo muito forte!

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

38 Comentários

  1. Como detectar essa raiz e qual é o blog que fala da ‘chave de ouro’ que ajudou a sr. d.vivi
    ?

    Ver mais
  2. Como detectar essa raiz e qual é o blog que fala da ‘chave de ouro’ que ajudou a sr.?

    Ver mais
1 5 6 7